Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Número de golpes de estelionato tem aumentado em Cruz Alta nos últimos dias

Publicada em 27/11/2022

  • Número de golpes de estelionato tem aumentado em Cruz Alta nos últimos dias

Nos últimos dias o número de casos de estelionato de várias formas tem ganhado destaque nas manchetes policiais de Cruz Alta. Na semana passada, mais dois registros,em um deles os falsários se passam por atendente de banco e no outro golpe, usaram a rede social de uma amiga da vítima para aplicar o golpe.

Vamos acompanhar as ocorrências:

CASO 01- GOLPE DE ATENDIMENTO DO BANCO

A comunicante recebeu mensagem via SMS, na qual mostrava agendado um valor e dizia que, caso não reconhecesse, era para entrar em contato com a central de atendimento, através de um telefone indicado.

Retornou para o referido número acreditando estar falando com atendimento do banco e informou que não reconhecia o agendamento.

Para bloquear a entrada do valor na conta do destinatário foi orientada pelo golpista a ir a sua agência para solicitar o estorno pessoalmente ou cadastrar um protocolo de duplicidade da operação com o próprio atendente.

Segundo o atendente em consulta ao sistema constatou outro agendamento. Foi orientada a efetuar um depósito via pix no mesmo valor do depósito agendado com a especificação duplicidade e estorno o que possibilitaria o sistema bancário identificar o depósito agendado e estornar os valores para sua conta. 

Após efetuou um pix e conforme orientação, deveria fazer outro pix. Então, desconfiada de que era um golpe, ligou para o gerente da agência bancária e confirmou ser um golpe.

Não foi divulgado pela autoridade policial a identidade da vítima, nem o valor do prejuízo.

CASO 02- REDE SOCIAL DA AMIGA QUE FOI HACKEADA

O comunicante acreditando que estava conversando com uma amiga, através de uma plataforma digital, a respeito de uma proposta de investimento, que poderia ser depositado qualquer valor e sobre este valor receberia juros e, em poucos minutos teria o capital duplicado várias vezes, realizou um depósito via pix.

Logo após, foi solicitado mais um depósito. Desconfiado que era um golpe disse que não iria mais depositar e queria a devolução de valor depositado.

Minutos depois percebeu que tinha sido bloqueado pela conta de sua amiga. Conseguiu o telefone da mesma e, em contato com ela, descobriu que a rede social dela havia sido hackeada. Percebeu que após efetuado o pix, sua conta poupança de um banco não aceita senha e usuário, sendo que tentou sair do aplicativo e retornar porém não foi possível.

Não foi divulgado a identidade da vítima e nem o valor subtraído.

Com informações da Polícia Civil de Cruz Alta

Paulinho Barcelos

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

prumo condominios
CLARO
Rádio Cruz Alta

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface