Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

ECONOMIA: PIB gaúcho tem crescimento de 1,7% em 2023

Publicada em 27/03/2024

  • ECONOMIA: PIB gaúcho tem crescimento de 1,7% em 2023

O Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul apresentou crescimento de 1,7% em 2023, na comparação com 2022, atingindo o valor de R$ 640,299 bilhões, o que representa 5,90% do PIB nacional. O PIB per capita fechou o ano em R$ 55.454, crescimento de 1,4% em relação a 2022, e 10,5% superior ao do Brasil.

A expansão da economia gaúcha foi determinada pelos aumentos da agropecuária (16,3%) e dos serviços (2,7%), as duas atividades com elevações acima da média nacional (15,1% e 2,4%, respectivamente). Por outro lado, a indústria do Estado apresentou retração de 4,0%. A nacional cresceu 1,6%, o que explica o desempenho inferior do Rio Grande do Sul na comparação com o obtido pelo Brasil.

Os resultados da economia gaúcha do 4º trimestre de 2023 e, por consequência, do acumulado de 2023 foram divulgados nesta terça-feira (26/3), pelo Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (DEE/SPGG).

Participaram da apresentação dos números o secretário-adjunto da SPGG, Bruno Silveira, a subsecretária de Planejamento, Carolina Scarparo, o diretor do DEE, Pedro Zuanazzi, e o pesquisador do DEE, Martinho Lazzari.

"O trabalho do DEE é uma referência nacional e permite que o governo do Estado possa trabalhar com números condizentes com a realidade e possa ter planejamento", destacou Silveira.

Desempenho por segmento

Na agropecuária, a falta de chuvas nos primeiros meses do ano e o excesso de chuvas no final limitaram a recuperação da produção agrícola do Estado após a grande estiagem de 2022. Mesmo assim, o setor registrou um crescimento importante no ano, dada a relativa menor intensidade da estiagem de 2023.

Na indústria, o principal destaque negativo foi a indústria de transformação, que apresentou recuo de 5,4% no ano. A redução nacional dos gastos com investimento afetou com maior intensidade a indústria gaúcha, que possui um setor importante de máquinas e equipamentos. Além disso, questões mais pontuais, como as paralisações para manutenção e investimentos em plantas de refino de petróleo e fabricação de celulose, além de férias coletivas em importante empresa de fabricação de veículos, impactaram negativamente a atividade industrial gaúcha ao longo de 2023. 

Os serviços cresceram impulsionados pelas atividades de serviços de informação, intermediação financeira e seguros e outros serviços.

Trimestres anteriores

Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, na série com ajuste sazonal, o PIB do Rio Grande do Sul apresentou variação nula (0,0%), desempenho igual ao nacional. Nesta base de comparação, a agropecuária recuou 12,3%, enquanto a indústria (0,1%) e os serviços (0,6%) expandiram-se.

Comparado ao mesmo trimestre de 2022, o PIB do Estado teve retração de 0,7%, desempenho inferior ao nacional (crescimento de 2,1%). A agropecuária, em razão da quebra da safra de trigo, recuou 23,1%. A indústria, novamente influenciada pela transformação, apresentou queda de 1,0%. Por outro lado, os serviços cresceram 2,1%.

O nível do PIB encontra-se 0,6% acima do período pré-pandemia (4º trimestre de 2019), mas 5,3% abaixo do seu pico, registrado no 2º trimestre de 2021.

 

Com informações do Governo do Estado

Paulinho Barcelos

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações
prumo condominios
Rádio Cruz Alta
CLARO

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface