Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Vigilância em Saúde monitora aumento de casos de dengue no RS em 2024

Publicada em 12/01/2024

  • Vigilância em Saúde monitora aumento de casos de dengue no RS em 2024

O monitoramento dos casos de dengue no Rio Grande do Sul, realizado pela Secretaria da Saúde (SES), por meio do Centro de Vigilância em Saúde (Cevs), apresenta um alerta para o aumento de registros da doença, durante as duas primeiras semanas de 2022, 2023 e 2024. Conforme dados do Painel de Casos de Dengue RS, nas duas primeiras semanas de 2022 foram registrados 63 casos confirmados; em 2023, 42; e em 2024, 216.

A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Cevs, Roberta Vanacôr Lenhardt, afirma que outro fator de alerta é a ocorrência de casos confirmados de dengue durante todos os meses do ano – anteriormente, ocorriam somente nos períodos de calor. Isso demonstra que não há mais sazonalidade na circulação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

“Atualmente, a presença do evento climático El Niño, com chuvas volumosas associadas a altas temperaturas, predispõe ainda mais para o surgimento e manutenção de mais criadouros do mosquito vetor. Essa situação chama a atenção para a importância do cuidado com o meio ambiente, tanto por parte da sociedade, como dos gestores públicos”, disse Roberta.

Em todo o ano de 2022, o Rio Grande do Sul apresentou 66.812 casos confirmados e 66 óbitos. Em 2023, o Estado apresentou um número total de casos confirmados, até o momento, de 38.221 e 54 óbitos em razão da doença. Apesar de o número absoluto de óbitos ter sido menor do que no ano de 2022, a análise de dados demonstra uma elevação na letalidade da doença, considerando o número de casos confirmados.

O painel eletrônico com esses e outros dados está disponível em Dengue RS. São disponibilizadas informações atualizadas e de forma acessível para os profissionais de saúde, gestores e população em geral. São dados sobre o cenário epidemiológico e ambiental, sistematizados por região de saúde e município.

“Trata-se de uma ferramenta de apoio à gestão, fornecendo informações com relação ao número de casos notificados e nível de alerta em que o município e ou região de saúde se encontram. O painel informa, inclusive, a descrição das ações a serem implementadas para controle e mitigação dos riscos, bem como o cálculo para organização das ações assistenciais”, explicou a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Cevs.

 

Com Informações do Governo do Estado do RS

Paulinho Barcelos

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

prumo condominios
CLARO
Rádio Cruz Alta

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface