Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Credores da Cotrijui, em liquidação judicial, começarão a ser pagos

Publicada em 13/12/2023

  • Credores da Cotrijui, em liquidação judicial, começarão a ser pago

Credores da Cotrijui, em liquidação judicial, começarão a ser pagos. A cooperativa, que já foi a maior da América Latina, está sob intervenção da Justiça desde 2018. Após uma decisão que afastou a possibilidade de retomada da atividade econômica, outra, da semana passada, autorizou o começo da quitação de dívidas e a venda de sucata e máquinas.

Sócio da Brizola e Japur, nomeada pelo Poder Judiciário para executar a liquidação, Rafael Brizola Marques conta que, inicialmente, serão pagos cerca de R$ 10 milhões para 1,2 mil ex-funcionários. O valor vem de arrendamentos e do resultado da rede de supermercados.

A expectativa é avançar com a venda de outros bens. Estima-se que sejam necessários R$ 50 milhões para pagar trabalhadores, credores que têm preferência sobre as dívidas fiscais. Os ativos da cooperativa estão avaliados em R$ 350 milhões.

Os problemas financeiros começaram nos anos 2000, de passivos trabalhistas e tributários a não pagamento de associados e fornecedores por frustrações de safra ou problemas de gestão. Há credores esperando por mais de uma década para receber pagamentos. Com sede em Ijuí, no noroeste do Estado, a Cotrijui colapsou, atingindo dívida de R$ 2,5 bilhões com 11,5 mil credores. Por ser cooperativa, ela não pode ir à falência. Então, é usado o mecanismo da liquidação judicial.

Fonte: ZH

prumo condominios
ROSMER PALACE HOTEL

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface