Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

RS tem redução de homicídios e feminicídios em agosto

Publicada em 14/09/2023

  • RS tem redução de homicídios e feminicídios em agosto

O Rio Grande do Sul registrou novamente uma redução em indicadores como feminicídio e homicídio. No último mês, foram registradas quatro ocorrências de feminicídio em todo o Estado, o que representa uma redução de 50% em relação a agosto de 2022. Já a taxa de homicídio fechou em queda de 25%, com 123 ocorrências.

Na contramão, os roubos com morte tiveram elevação no mês de agosto no Estado. Foram cinco casos registrados, enquanto no mesmo período do ano passado tinham sido dois. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (14) pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado.

Feminicídios: diminuição de 50% das ocorrências no RS

Desde abril, os casos de feminicídio vêm caindo no Rio Grande do Sul. Em agosto, foram registradas 4 ocorrências contra 8 no mesmo mês de 2022, o que representa uma queda de 50%. No acumulado de janeiro a agosto, foram 57 casos no Rio Grande do Sul, o que corresponde a 20 ocorrências a menos em relação ao mesmo período do ano passado.

Para o secretário Sandro Caron, esses números são resultado do esforço constante da SSP e de suas instituições vinculadas para combater a violência contra a mulher – crime complexo e que, muitas vezes, ocorre de forma silenciosa no âmbito familiar. “As forças de segurança mantêm um conjunto de ações integradas e estratégicas para coibir o feminicídio em solo gaúcho. Garantir a segurança das mulheres é garantir a segurança da sociedade como um todo”, afirma. Entre as medidas adotadas, destacam-se a implantação do projeto Monitoramento do Agressor, as ações da Delegacia Online da Mulher e a expansão das Salas das Margaridas".

Nova queda nos homicídios

Depois de maio e julho registrarem os menores números de homicídios em toda a série histórica, iniciada em 2010, agosto manteve a tendência de queda, encerrando o mês com 123 ocorrências no Rio Grande do Sul. Isso representa uma redução de quase 25% em comparação com o mesmo período no ano passado. 

A nova diminuição no indicador de homicídio é resultado de um trabalho cada vez mais aprimorado das forças policiais, o que contribui para ampliar a sensação de segurança no Estado. O chefe de Polícia, delegado Fernando Sodré, destaca as ações contra os crimes contra a vida que resultam na redução gradual deste indicador. “O trabalho de investigação eficaz aliado ao serviço de inteligência da Polícia Civil auxiliam na prevenção e repressão desse tipo de crime”, destaca.

Latrocínio: pronta-resposta

Com relação aos crimes de latrocínio, em agosto de 2023, foram registrados cinco casos no Estado, dois a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Contudo, no acumulado do ano, de janeiro a agosto, o indicador fechou em queda de mais de 8%.

Roubo de veículos: redução de cerca de 20% em todo o Estado

No que se refere ao roubo de veículos, agosto mantém a tendência de queda registrada nos meses anteriores. Em todo o Rio Grande do Sul, foram registradas 285 ocorrências contra 355 no mesmo período do ano passado, o que representa uma diminuição de quase 20%. Esta é a oitava redução do indicador em 2023, pois todos os meses de janeiro a julho registraram variações negativas que oscilaram entre 1% e 21%.

Segundo o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Cláudio Feoli, o emprego do policiamento ostensivo contribui para esse resultado. “A presença constate de policiais militares em todo o Estado, em especial, nos locais de maior incidência desse crime, inibe a atuação de criminosos, resultando na redução dos índices criminais”, ressalta.

Além da Brigada Militar e da Polícia Civil, que atuam com direcionamento estratégico de ações preventivas e repressivas, a SSP conta com a Operação Desmanche, força-tarefa permanente que combate a venda de peças sem origem. Desde 2016, foram realizadas 122 edições, em 59 municípios, com apreensão de cerca de 10 mil toneladas, contribuindo indiretamente para a redução de furtos, roubos e receptações.

Outros indicadores

Em agosto, os crimes de abigeatos e roubo em transporte coletivo apresentaram queda de aproximadamente 23% e 6% respectivamente. No mês passado, também foram contabilizadas 12 ocorrências bancárias. Em quatro casos não houve qualquer constatação de furto e, em cinco, foram levados dispositivos tecnológicos, como monitores e celulares. Apenas em duas ocorrências os criminosos conseguiram evadir-secom dinheiro.

Com informações da Secretaria da Segurança Pública

Rádio Jornalismo - Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

prumo condominios
CLARO
Rádio Cruz Alta

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface