Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

PIB do país cresce 1,9% no primeiro trimestre impulsionado pela agropecuária

Publicada em 01/06/2023

  • PIB do país cresce 1,9% no primeiro trimestre impulsionado pela agropecuária

A economia brasileira cresceu 1,9% nos primeiros três meses do ano em comparação com os três meses imediatamente anteriores — um crescimento acima do que vários analistas de mercado esperavam.

Os números foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (1/6).

Os dados mostram que a agropecuária foi o “motor” do crescimento brasileiro no início de 2023 — com expansão de 21,6% nos três primeiros meses do ano em comparação com o último trimestre de 2022. O setor de serviços também registrou alta, de 0,6%. Já a indústria teve uma leve queda de 0,1% na atividade.

Enquanto o Brasil começou 2023 com crescimento acima do projetado por analistas de mercado, que previam expansão em torno de 1,3%, alguns países parecem estar diante de um cenário mais complexo.

No Brasil, o boletim Focus — que contém as previsões semanais feitas pelo mercado financeiro brasileiro e é divulgado pelo Banco Central — vem mostrando redução nas expectativas de inflação. O mercado brasileiro acredita que a inflação de 2023 terminará em 5,71% e que a taxa de juros cairá dos atuais 13,75% para 12,5%.

Nos últimos doze meses, a economia brasileira cresceu 3,3%, na comparação com os quatro trimestres imediatamente anteriores.

No resto do mundo, algumas das economias têm registrado fraco crescimento econômico. A Alemanha recentemente confirmou que está em recessão técnica. O Reino Unido escapou de uma recessão até agora, mas seu PIB vem crescendo a uma taxa de apenas 0,1% nos últimos dois trimestres consecutivos. Os EUA confirmaram crescimento abaixo do esperado no primeiro trimestre deste ano, e diversos analistas debatem até mesmo uma recessão americana ainda neste ano.

Entre os emergentes, Índia e China continuam registrando fortes taxas de crescimento — ambas superiores ao Brasil.

Ano difícil para economia mundial

Em seu relatório de abril, o FMI fala que a esperança de que haveria uma recuperação suave do mundo em 2023 não está se confirmando. Em vez de inflação caindo e crescimento voltando, o mundo vê hoje uma inflação alta e tremores nos mercados financeiros, segundo o Fundo.

O FMI agora prevê que a inflação mundial — que foi de 8,7% em 2022 — deve cair para 7% ao final deste ano. Os níveis pré-pandêmicos de inflação e juros só viriam em 2025, de acordo com o Fundo.

A economia mundial vive um contexto de muita incerteza sobre o futuro. O mundo inteiro sofreu fortemente com a pandemia de coronavírus, que desde 2020 provocou desemprego e fechamento em massa de amplos setores da economia mundial.

Com informações do Portal G1.com.br/Foto: José Schafer_Emater-Divulgação

Paulinho Barcelos

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

CLARO
Rádio Cruz Alta
prumo condominios

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface