Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Primeiro mês de 2023 registra queda nos feminicídios no Estado

Publicada em 11/02/2023

  • Primeiro mês de 2023 registra queda nos feminicídios no Estado

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou na sexta-feira (10), os dados da criminalidade no Rio Grande do Sul referentes ao mês de janeiro.

Um dos crimes mais desafiadores para a segurança pública do Estado, os feminicídios, caíram 18,2% no primeiro mês de 2023. O número é o mais baixo para o mês de janeiro dos últimos quatro anos. Nenhuma das nove vítimas possuía medida protetiva vigente. Janeiro também foi marcado pelo registro dos menores indicadores criminais da série histórica de ataques a banco, transporte e abigeato.

Dois homicídios a mais

No Estado foram computados dois homicídios a mais em janeiro, em comparação a 2022, alta de 1,8%. O número de vítimas passou de 151 em janeiro de 2022 no Estado para 153 neste ano.

Latrocínios têm a menor taxa da série histórica

Com um caso em janeiro de 2023, os índices de latrocínio chegaram ao menor patamar da série histórica. Frente aos quatro casos registrados no mesmo período do ano anterior, a queda é de 75%. O latrocínio é um crime cuja ocorrência depende de uma série de fatores circunstanciais – possível reação da vítima, ação surpreendida por testemunhas, consciência do assaltante alterada por uso de entorpecentes, entre outros.

Por este motivo, o combate aos crimes patrimoniais, como roubos e roubos de veículos, tem sido tratado como uma das prioridades do secretário da Segurança Pública, Sandro Caron. "Esta integração das forças policiais, que marca o RS Seguro, reforça justamente o combate aos crimes violentos contra o patrimônio impactando diretamente na redução dos latrocínios.  Assim como o trabalho investigativo da Polícia Civil para elucidação de crimes, o policiamento preventivo e ostensivo da Brigada Militar também reflete na diminuição de roubos a pedestres e de veículos", destaca Caron.

Violência contra a mulher tem queda nos casos de estupro

Em janeiro os indicadores de estupro reduziram 13,2%, em comparação com o mesmo mês de 2022. As ameaças contra mulheres ficaram em estabilidade, a queda de 0,3% representa nove casos a menos em 2023. Já as lesões corporais tiveram uma alta de 5,9%.

Roubo de veículos mantém a queda no RS

Em janeiro, o roubo de veículos teve 30 casos a menos em comparação entre períodos iguais. Enquanto em janeiro de 2022 foram registrados 390 roubos de veículos, em 2023 foram 360 casos, uma redução de 7,7%.

Menores indicadores da história: roubos a transporte coletivo, abigeatos e ataques a banco

Reforçando a redução apresentada nos últimos meses no Estado, o primeiro mês de 2023 finalizou com mais um índice histórico nos roubos a transporte coletivo. Foram 35 casos em janeiro, o menor número desde 2012, quando este crime passou a ser contabilizado separadamente e 57,3% menor em comparação com os 82 casos ocorridos em 2022.

Assim como os índices no transporte coletivo, os abigeatos também encerraram janeiro com queda histórica. Os 221 casos registrados em 2023 representam o menor número da série histórica. O total é 37,7% menor que os 355 registrados em janeiro de 2022.

Além disso, o Rio Grande do Sul registrou apenas um caso de ataque a banco em 2023 (um furto). Este é o menor indicador da série histórica e iguala o resultado de 2022.


Com informações da Secretaria da Segurança Pública

Rádio Jornalismo - Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

Criação de Sites e Desenvolvimento de Sites - Netface
ROSMER PALACE HOTEL
prumo condominios

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface