Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Hospital São Vicente divulga nota sobre médico que cobrou cirurgia pelo SUS

Publicada em 10/01/2023

  • Hospital São Vicente  divulga nota sobre médico que cobrou cirurgia pelo SUS

O Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta divulgou na segunda-feira (09), uma nota para informar à comunidade sobre denúncia de cobrança indevida realizada por profissional médico. O caso foi apurado através da Comissão de Ética, que tomou as medidas legais cabíveis. Foi realizado contato com familiares, a situação está sendo apurada, e de forma alguma irá impactar no tratamento do paciente.

A instituição ressalta que não compactua com este tipo de conduta, e segue rigorosamente os preceitos do Sistema Único de Saúde(SUS), destacando a universalidade de acesso e a gratuidade.

A instituição estimula a população para que este tipo de denúncia seja feito, para que possamos prestar um serviço de excelência, sem que este tipo de problema ocorra novamente.

Na nota, o hospital coloca a disposição formas de contato, disponíveis para a comunidade através do e-mail: ouvidoria@hsvpca.com.br ou pelo telefone (55) 3321-2400, ramal 2404. Confia a nota na íntegra no card.

O CASO FOI REVELADO EM UMA REPORTAGEM DO JORNAL ALTO JACUÍ

A esposa de um paciente oncológico morador de Santa Bárbara do Sul, na região do Alto Jacuí, procurou a Rádio Blau Nunes FM para iniciar uma campanha de arrecadação de valores para custeio de uma cirurgia. O fato aconteceu na manhã de terça-feira (02/01), e chamou a atenção dos moradores da cidade. Segundo a mulher, R$ 3 mil reais foi o valor cobrado pelo médico para realização da cirurgia no seu marido. Durante a entrevista, ela explicou a situação e pediu ajuda da população para reunir os recursos e quitar a dívida com o médico.

Procurada pelo reportagem da Rádio Cidade e Jornal O Alto Jacuí, a Secretaria Municipal de Saúde de Santa Bárbara do Sul informou que o paciente oncológico deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo em Cruz Alta para fazer uma cirurgia no tórax na sexta-feira (30/12).

A Secretária da Saúde de Santa Bárbara do Sul, Clediane Vargas, confirmou que todo o encaminhamento foi realizado pelo SUS: “Não deveria ter custo algum para o paciente”, concluiu.

Márcia Wilmens, responsável pela regulação da Secretaria da Saúde, também confirmou para a reportagem que todo o procedimento e encaminhamento foi feito via Sistema Único de Saúde (SUS). “Eu mesma fiz o contato com a regulação do Hospital São Vicente de Paulo para agendar a cirurgia”, frisou.

A responsável pelo atendimento no Hospital também confirmou para a reportagem que a entrada do paciente foi feita via SUS.

 

Em contato com a Assessoria de Comunicação do Hospital São Vicente de Paulo, fomos informados que a direção do hospital já tem conhecimento do fato e que vai tomar as devidas providências. A Assessoria garantiu que o Hospital fará contato com a esposa do paciente para se inteirar do caso e informar que nenhum valor deve ser cobrado em procedimentos pelo Sistema Único de Saúde.

O Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta é referência regional de média e alta complexidade do SUS, atende toda a região pelo SUS em várias especialidades.

A PARTICIPAÇÃO NA RÁDIO BLAU NUNES

Durante a participação na rádio Blau Nunes, a mulher detalhou o que a família tem enfrentado nos últimos anos. Segundo ela, seu esposo está em tratamento de câncer de intestino há mais de 5 anos. Ele já havia retirado um tumor, mas recentemente apareceu um caroço no peito e procurou o atendimento médico em Santa Bárbara do Sul. Ele foi encaminhado para a realização da cirurgia no Hospital São Vicente de Cruz Alta, e o procedimento foi realizado na sexta-feira. O homem chegou a ter uma parada cardíaca durante o tempo em que esteve no Centro Cirúrgico do Hospital. Ainda segundo a mulher do paciente, o médico teria pedido R$ 3 mil pela cirurgia, porém ela só tinha R$ 500 no momento. Ficou combinado que ela ia enviar o restante do valor no decorrer dos dias. Ela contou que logo após passar da observação, seu marido teve alta.

A Lei Orgânica do Sistema Único de Saúde (Lei nº 8.080/90) e a Portaria nº 113/97 do Ministério da Saúde vedam a cobrança de valores do paciente ou familiares a título de complementação, dado o caráter universal e gratuito do sistema público de saúde.

Esse entendimento foi reforçado pelo STF no julgamento do RE 581.488/RS, com repercussão geral, em que se afastou a possibilidade de “diferença de classe” em internações hospitalares pelo SUS.

 

Com informações do Hospital São Vicente de Paulo e Jornal Alto Jacuí-Jornalista Cristiano Lopes

Paulinho Barcelos

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

prumo condominios
ROSMER PALACE HOTEL

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface