Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Governo do RS investiga saída de ônibus do Estado para atos em Brasília

Publicada em 09/01/2023

  • Governo do RS investiga saída de ônibus do Estado para ato em Brasília

O secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Sandro Caron, afirmou que autoridades estaduais investigam a saída de caravanas de ônibus do Estado para participação nos atos antidemocráticos que provocaram destruição em Brasília, no domingo (8). Em entrevista ao Atualidade, da Rádio Gaúcha, na manhã desta segunda-feira (9), Caron afirmou que conversou com os chefes da Polícia Civil (PC) e da Polícia Federal (PF), e que a PC gaúcha já abriu inquéritos sobre a situação:

— São duas linhas que nós temos que ter aqui. Uma delas é a Brigada Militar, que está pronta e a postos para dar uma resposta firme e exemplar tão logo seja necessário. E a outra vertente de atuação é exatamente com a Polícia Civil que vem realizando investigações. A Polícia Federal também tem seus inquéritos para que a gente possa identificar organizadores, financiadores e pessoas envolvidas nesses fatos criminosos que ocorreram ontem (domingo) em Brasília e todas essas apurações referentes a essa situação aqui.

O secretário destacou que pediu prioridade ao chefe de polícia do Estado para o rápido andamento dessas investigações no sentido de responsabilizar os envolvidos nos ataques às sedes dos três poderes. Caron afirmou que ainda não tem os números exatos de ônibus que saíram do Estado, mas destacou que os órgãos de segurança trabalham para identificar a participação de gaúchos nas manifestações:

— As nossas inteligências monitoraram e a ideia agora é identificar quem participou do financiamento, quem estruturou e deu apoio para que tudo isso acontecesse e também verificar entre as pessoas presas no Distrito Federal quais são os gaúchos envolvidos. Para que a gente busque também a responsabilização em relação ao que ocorre aqui, uma vez que toda essa situação em nível nacional está ligada e temos o objetivo de identificar eventuais gaúchos envolvidos na organização desses atos criminosos que ocorreram em Brasília para que sejam devidamente responsabilizados em inquérito policial.

Envio de ajuda ao DF

O secretário da Segurança Pública do Estado também reforçou que o Piratini ofereceu o envio de agentes do batalhão de choque da Brigada Militar ao Distrito Federal: 

— Eu já dialoguei, já informei ao colega que assumiu a segurança pública do DF na data de ontem informando da disponibilidade do Rio Grande do Sul em colaborar com a situação que acontece no Distrito Federal com envio de 73 homens do choque da Brigada Militar. Estamos aguardando que eles deem o OK para que as equipes viagem para atuar no Distrito Federal em apoio aos órgãos federais.


Com informações - GaúchaZH

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações


Criação de Sites e Desenvolvimento de Sites - Netface
UNINTER
CLARO

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface