Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Dengue: SMS reforça cuidados com depósito de lixo nas residências

Publicada em 28/12/2022

  • Dengue: SMS reforça cuidados com depósito de lixo nas residências

Mesmo sem casos notificados e confirmados de dengue nos últimos meses, o município de Cruz Alta deve se manter em alerta quanto a prevenção e cuidados em relação a proliferação do Aeds aegypti. Segundo Tamara Lorenzon, da Vigilância em Saúde, os agentes de combate a endemias seguem realizando as visitas diárias, verificando possíveis focos, e orientando a população.

Em novembro, foi realizado o Levantamento de Índice Rápido de Aedes (LIRAa), e Cruz Alta apresentou risco médio de infestação. A metodologia permite o conhecimento, por amostragem, da quantidade de imóveis com a presença de recipientes com larvas do mosquito transmissor da dengue.

Tamara comenta que, infelizmente, o acúmulo de lixo em residências e terrenos, acaba sendo uma das maiores preocupações neste momento. Por isso, aconselha a população para que mantenha o seu pátio limpo, sem o acúmulo de materiais que possam ser criadouros do mosquito.

Entre as dicas para evitar a proliferação do mosquito estão: Cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas; Vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água; Colocar em sacos plásticos, fechar e colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água; Não deixar pneus expostos ao tempo, nunca permitindo acúmulo de água dentro deles; Usar cloro em piscinas, limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso; Limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado; Esvaziar garrafas, latas e baldes. Guardá-los em local coberto; Guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo. Guardá-las em local coberto; Lavar semanalmente, com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais; Lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda. Evitar plantas como as bromélias, que acumulam água.

A DENGUE

A dengue é uma doença transmitida por um vírus e tem como principal vetor o mosquito Aedes aegypti. A transmissão ocorre pelo ciclo homem-mosquito-homem, ou seja, a fêmea do mosquito pica a pessoa infectada. Em poucos dias, o vírus se multiplica no inseto (período de incubação) e vai para a sua saliva. Após esse período, o mosquito transmitirá o vírus em todas as picadas que realizar durante sua vida. Para se considerar um caso suspeito de dengue, a pessoa deve ter estado nos últimos 14 dias em área onde esteja ocorrendo transmissão de dengue ou tenha a presença de Aedes aegypti. O paciente deve apresentar febre, usualmente entre 2 e 7 dias, e duas ou mais das seguintes manifestações: falta de apetite, manchas vermelhas pelo corpo, náuseas e vômitos, dores nos músculos e juntas, febre amarela, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e fraqueza.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância das pessoas, caso apresentarem algum sintoma semelhante aos da dengue, procurarem uma unidade de saúde mais próxima de sua residência. Mais informações também poderão ser adquiridas diretamente na Vigilância Epidemiológica, através do telefone 3324 3869. "A Secretaria Municipal de Saúde reforça o pedido a toda população para que limpem seus pátios, eliminando os criadouros do Aedes aegypti”.

Com informações da Prefeitura Municipal de Cruz Alta

Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações

ROSMER PALACE HOTEL
CLARO
Criação de Lojas Virtuais

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface