Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Homicídios e feminicídios aumentam e latrocínios tem queda em novembro no RS

Publicada em 12/12/2022

  • Homicídios e feminicídios aumentam e latrocínios têm queda em novembro no RS

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou na última sexta-feira (9), os dados da criminalidade no Rio Grande do Sul referentes ao mês de novembro.

O estado teve aumento no número de homicídios no mês de novembro na comparação com o mesmo mês de 2021. E pelo segundo mês consecutivo, o número de feminicídios também apresentou alta. Já o número de latrocínios alcançou o menor total das séries históricas no mês de novembro e no acumulado no RS. 

Latrocínios

Os latrocínios no Estado, tanto na comparação do mês de novembro de 2022 com o mesmo mês do ano anterior, quanto no acumulado dos últimos 11 meses, apresentaram redução histórica, com o menor total desde o início da contabilização deste tipo de crime. 

No penúltimo mês do ano, o RS teve um caso de latrocínio, frente a dois casos registrados em 2021. No acumulado de janeiro a novembro a queda é de 18,5%, passando de 54 casos no ano passado, para 44 em 2022.

Homicídios

Em relação aos homicídios, o RS teve 147 vítimas em novembro, uma elevação de 13,1% em relação às 130 mortes no mesmo mês em 2021. No acumulado do ano a alta foi de 4,1%. O Estado somou entre janeiro e novembro 1.530 vítimas, 60 a mais que nos onze meses do ano passado, quando chegou a 1.470 casos. 

A elevação dos índices de assassinatos no RS é puxada pelos números de Porto Alegre, onde o número de homicídios subiu mais que o dobro, passando de 17 mortes em novembro de 2021 para 36 neste ano, um aumento de 111,8%. No acumulado dos onze meses do ano, a Capital também registra alta nos assassinatos — subiu 20,9%, passando de 239 para 289.

Feminicído

Os feminicídios voltaram a apresentar alta pelo segundo mês consecutivo. Em novembro, 10 mulheres perderam a vida por razão de gênero no Estado, enquanto no mesmo mês de 2021 foram 9 vítimas. No acumulado a alta também persiste, com 100 casos de janeiro a novembro, nove a mais que o registrado em igual período de 2021.

Novembro encerrou com queda nas ameaças (-15,3%), lesões corporais (- 9,7%) e estupros (-9,9%). As tentativas de feminicídio subiram 54,2% no período. No acumulado foram registradas reduções nos casos de ameaças (- 7,3%) e de lesão corpora (- 0,7%), enquanto os estupros (2,5%) e as tentativas de feminicídio (4,7) subiram.

Denúncias anônimas sobre suspeita de casos do tipo ou informações sobre abuso contra mulheres podem ser enviadas nos canais:

● 190 (situações que demandem socorro imediato)

● www.ssp.rs.gov.br/denuncia-digital (Denúncia Digital 181 SSP)

● 181 (Disque Denúncia SSP)

● (51) 98444-0606 (WhatsApp da Polícia Civil)

Roubo de veículos mantém tendência de queda

O roubo de veículos também apresentou queda em novembro no Estado. Foram 383 casos no RS, 6,1% menos que no ano anterior. O acumulado de 2022 também permanece em queda, com 9,1% menos que em 2021, porcentagem que representa 411 veículos que deixaram de ser roubados no RS. Na Capital também foi verificada a tendência de queda. Os roubos de veículos em novembro caíram 19,9%, enquanto no acumulado a retração foi de 8,8%, o que representa 154 veículos a menos em comparação com 2021.

Ataque a banco aumenta em novembro, mas segue em queda no acumulado do ano

Apesar da alta de 150% registrada em novembro, 2022 segue com número menor que 2021, com um percentual de 15,4% abaixo do ano anterior. O percentual de aumento no mês ainda fica abaixo dos meses de novembro de anos anteriores a 2019. E esse aumento, porém, está mais concentrado em roubo de clientes bancários, fato muitas vezes ocorrido nas proximidades das agências. Para coibir este tipo de ação, a Brigada Militar vem trabalhando na Operação Angico, voltada ao enfrentamento ao roubo em estabelecimentos bancários

Abigeatos seguem em tendência de queda e com os patamares mais baixos da década

Os crimes de abigeato (furto de gado) seguem cada vez com números menores, seja no comparativo dos meses como nos anos. Se compararmos todos os meses de novembro desde 2012, o número atual é o mais baixo, com 320 casos, 22,1% menor que o indicador de novembro de 2021. Ao comparar os anos, 2022 também é o que apresenta melhor resultado na série histórica, com queda de 12,7% em relação ao ano anterior, dado que vem caindo vertiginosamente, ano a ano.

Apesar do aumento de passageiros, roubo a transporte coletivo continua apresentando queda

Mesmo com a retomada gradual das atividades e o posterior aumento de usuários no transporte coletivo do Estado, o roubo nesse segmento vem apresentando redução significativa e chegando ao menor patamar da série histórica. Em 2022 foram 562 casos, uma redução de 48,5% em relação a 2021. Já no mês de novembro, a queda é de 46,9% em relação ao mesmo mês de 2021. Nos dois indicadores é possível verificar o menor número da década.

Com informações da Secretaria da Segurança Pública

Rádio Jornalismo - Rádio Cruz Alta

Grupo Pilau de Comunicações


Confira outras imagens

  • Homicídios e feminicídios aumentam e latrocínios têm queda em novembro no RS
CLARO
Rádio Cruz Alta
prumo condominios

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface