Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Cruz Alta registra redução no número de novos casos de HIV/Aids

Publicada em 13/06/2022

  • Cruz Alta registra redução no número de novos casos de HIV/Aids

Dados do Serviço de Atendimento Especializado-DST/Aids (SAE), revelam que no período de janeiro a maio de 2022, foram registrados 07 casos de HIV/Aids em Cruz Alta. No mesmo período de 2021, foram registrados 11 casos.

“É essencial que, as pessoas, continuem procurando o teste rápido para a identificação de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Aquele que tem o vírus e não sabe, pode transmitir involuntariamente. Por isso, é fundamental que todos com vida sexual ativa busquem fazer periodicamente o exame”, comenta a Coordenadora do SAE, Ângela Garlet.

Conforme Ângela, apesar dos avanços, nos últimos 30 anos de enfrentamento à doença, muito ainda precisa ser feito para reduzir a transmissão do vírus (HIV) causador da Aids. Por isso, a prevenção deve ser vista como a combinação de diversas estratégias.

A profissional reforça que o principal meio de prevenção à HIV/AIDS é o uso de camisinha masculina ou feminina em todas as relações sexuais. Este é o método mais eficaz de prevenção não apenas à HIV/AIDS como as demais Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), como sífilis, gonorreia e alguns tipos de hepatites. Preservativos são distribuídos gratuitamente nas unidades de saúde e no SAE. "Além de usar a camisinha, é importante fazer o teste precocemente, realizando o tratamento adequado do HIV e de qualquer outra IST".

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) surgiu na década de 1980 e permanece sem cura. É uma doença rodeada de tabus, medo e preconceitos. O tratamento com medicamentos tem permitido uma vida mais longa e com maior qualidade aos soropositivos – pessoas com o vírus HIV. Um paciente pode ser soropositivo, ou seja, conviver com o vírus HIV sem ter a manifestação da doença AIDS. Porém, quase todos os portadores do vírus HIV, se não receberem o tratamento adequado, podem ter um quadro de evolução para a síndrome.

GESTANTES

Mulheres soropositivo precisam ficar atentas para evitar a contaminação dos filhos durante a gravidez, parto ou amamentação. É fundamental que toda mulher grávida faça o teste que identifica a presença do vírus HIV. Esse exame pode ser realizado gratuitamente pelo SUS em qualquer Estratégia de Saúde da Família de Cruz Alta e no SAE. Se o resultado for positivo para o vírus, a gestante deverá seguir um tratamento adequado evitando a transmissão para o filho na hora do parto.

A gestante soropositiva recebe medicamentos específicos durante toda a gravidez e, até as quatro primeiras semanas de vida, o recém-nascido também deverá fazer uso dos medicamentos.

O SAE atende de segunda a sexta-feira das 08h às 12h e das 13h30 às 17h30. Para mais informações, as pessoas podem contatar através do telefone 3322-0153, ou com a unidade de saúde mais próxima de sua residência.


Rádio Jornalismo – Rádio Cruz Alta 

Grupo Pilau de Comunicações

prumo condominios
NETFACE
Rádio Cruz Alta - Aplicativo

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface