Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

TCU vai apurar se houve interferência no instituto responsável pelo Enem

Publicada em 19/11/2021

  • TCU vai apurar se houve interferência no instituto responsável pelo Enem

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai apurar se houve interferências no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O procedimento de investigação foi aberto após a presidente do TCU, ministra Ana Arraes, receber, na última terça-feira (16), representantes da Câmara dos Deputados, que apresentaram críticas em relação à gestão do Inep.

De acordo com o TCU, a apuração é considerada um procedimento normal para analisar o que foi solicitado. No processo, a corte afirma que a representação vai apurar “possíveis irregularidades na organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, especialmente acerca de fragilidade técnica e administrativa relacionadas às interferências na gestão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)”. O relator do caso será o ministro Walton Alencar Rodrigues.

A suposta interferência do governo federal na realização do Enem foi levada à tona no início deste mês, após 37 servidores do Inep diretamente ligados à operação do exame colocarem seus cargos à disposição. Funcionários denunciaram que sofreram pressão psicológica e vigilância velada para que não escolhessem questões polêmicas que eventualmente incomodariam o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Durante viagem a países árabes nesta semana, Bolsonaro disse que, agora, as questões do Enem “começam a ter a cara do governo”. O presidente também afirmou, em momento posterior, que não teve acesso às provas.

A mesma fala foi repetida nesta semana pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, ao dar esclarecimentos na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Ribeiro negou qualquer interferência do governo federal na execução do Enem e escolha de questões e disse que as provas possuem a cara do governo no sentido de "competência e honestidade".

Nesta quinta (18), a Justiça Federal do Distrito Federal negou uma liminar que pedia o afastamento de Danilo Dupas da presidência do Inep. O pedido havia sido apresentado por entidades educacionais.

As provas do Enem estão confirmadas para o próximo domingo (21) e para o dia 28.

Fonte: Gaúcha ZH

Rádio Cruz Alta - Aplicativo
UNINTER

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface