Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Teste da orelhinha está disponível no Centro de Saúde da Mulher e da Criança

Publicada em 24/08/2021

  • Teste da orelhinha está disponível no Centro de Saúde da Mulher e da Criança

Mesmo durante a pandemia de Covid-19, é muito importante que os recém-nascidos façam todos os exames necessários. Entre eles está o teste da orelhinha (Emissões Otoacústicas Transientes), considerado um método bastante eficaz de avaliação e detecção precoce de alterações auditivas. O diagnóstico audiológico antes do primeiro ano de vida possibilita a intervenção médica e fonoaudiológica no período de maturação e plasticidade funcional do sistema nervoso central, prevenindo futuras alterações e permitindo à criança um melhor desenvolvimento de linguagem, bem como um desenvolvimento social.

De acordo com a Fonoaudióloga Cíntia da Costa Müller, responsável pela Triagem Auditiva neonatal no município desde maio de 2021, o teste é disponibilizado nas segundas-feiras à tarde, terças-feiras em turno integral, quintas-feiras e sextas-feiras de manhã, no Centro de Saúde da Mulher e da Criança, mediante agendamento.

“São atendidas sete crianças por turno e além de Cruz Alta, nossa demanda compreende mais municípios. Estamos muito satisfeitos por estarmos conseguindo realizar o primeiro exame do bebê em média no 22º dia de vida”. Para isto ocorrer, contamos com a colaboração da equipe multiprofissional do CSMC e do esforço conjunto das Estratégias de Saúde da Família (ESFs-postinhos) que colaboram através do monitoramento destas crianças, ou seja, verificando se elas fizeram ou não o teste”.

Conforme a profissional, o teste da orelhinha deve ser realizado, preferencialmente, no primeiro mês de vida (28 dias). Ele é feito com a criança dormindo, através de sonda semelhante a um fone de ouvido e demora alguns minutos para captar as emissões otoacústicas. Mas a consulta fonoaudiológica não se limita somente ao exame auditivo.

Acredito na importância desta consulta para promoção e prevenção em saúde. Os pais/ responsáveis precisam ser acolhidos e orientados quanto à estimulação da audição, da linguagem, da fala, reflexos orais e posicionamento do recém-nascido em relação à amamentação, deglutição, motricidade orofacial relacionada à alimentação da criança posteriormente com alimentos sólidos, hábitos de mamadeira e chupeta, respiração, otites, etc”.

A realização do Teste da Orelhinha tornou-se obrigatória em 2010. "É um teste neonatal obrigatório para a detecção da perda auditiva, visando que a reabilitação seja reiniciada o mais precocemente possível. Importante que os pais se atentem para que mesmo passado o primeiro mês de vida, o teste da orelhinha pode e deve ser feito”.

As causas mais comuns de problemas auditivos são malformações congênitas, doenças genéticas e doenças infecciosas que atingem as gestantes, como sífilis, rubéola e toxoplasmose, permanência em UTI Neonatal, bebê com baixo peso ao nascer, prematuridade, entre outros fatores. Os bebês que apresentarem qualquer indicador de risco para deficiência auditiva serão acompanhados por algum período, mesmo que eles tenham passado no teste da orelhinha.

Caso o bebê não passe no primeiro teste, é marcado um reteste após consulta médica. “Se ainda não obtivermos uma resposta normal com a triagem, ele é encaminhado para atendimento em centro de referência de média e alta complexidade auditiva, para realização de exames complementares. Ao suspeitarem da audição da criança, mesmo que ela tenha passado no primeiro teste, os pais devem nos procurar para o retorno”.

O tratamento antecipado no caso de qualquer déficit auditivo (mesmo que a perda auditiva não seja total) é fundamental para o bom desenvolvimento, e a demora em procurar ajuda especializada pode trazer consequências irreversíveis à criança.

Mais informações sobre o teste da orelhinha ou agendamentos podem ser feitos através do fone 3322 7198.


Fonte: Prefeitura Municipal de Cruz Alta

UNINTER
Rádio Cruz Alta - Aplicativo

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface