Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Peão mensual por ofício é a grande campeã da 41ª Coxilha Nativista

Publicada em 01/08/2021

  • Peão mensual por ofício é a grande campeã da 41ª Coxilha Nativista

Durante quatro noites, os 200 anos de Cruz Alta, foram comemorados através da 41ª Coxilha Nativista. Por conta da pandemia de Covid-19, o festival não contou com a presença de público de forma presencial. Mas, nem por isso, cruzaltenses e pessoas do País inteiro, deixaram de acompanhar o evento ininterrupto que consagra-se como um dos mais importantes do estado do Rio Grande do Sul. Diretamente do Clube Arranca, foram feitas as transmissões dos shows da 4ª Coxilha Instrumental e das vinte composições concorrentes que subiram ao palco Jayme Caetano Braun. Organizadores do evento e todos os músicos, precisaram ser testados para a Covid-19.


A grande final ocorreu neste sábado, quando dez composições, classificadas nas eliminatórias de quinta e sexta-feira, apresentaram-se novamente para o público e jurados.


Esta edição da Coxilha Nativista, além de fazer alusão aos 200 anos de Cruz Alta, homenageou, através da nomenclatura de seus troféus, personalidades artísticas e da comunidade que atuaram de forma significativa na construção musical e histórica do festival. Eles foram confeccionados pelo artista plástico, Pedro Nascimento.

Considerando quesitos como letra, melodia, arranjos, desempenho em palco, melhor indumentária e interpretação, após a avaliação das composições pelos jurados Luiz Carlos Borges, Jorge Guedes, Rogério Villagran, Rodrigo Bauer e Eduardo Novakoski, as vencedoras foram:


1º Lugar: Troféu “ÉRICO VERÍSSIMO”, entregue pela Prefeita Municipal, Paula Rubin Facco Librelotto e pelo Diretor da Assembleia Legislativa do RS, Rafael Braga Librelotto-


PEÃO MENSUAL POR OFÍCIO / Milongueado / Intérprete: Cristiano Fantinel


L e M: Jari Terres


 


2º Lugar: Troféu “CAPITÃO RODRIGO”, entregue pelos vereadores Cristiano Viana e Valéria de Bortoli-


MILONGA DE BIBIANA / Milonga / Intérprete: Lu Schiavo


L: Marcelo Dávila e Telmo Vasconcelos


M: Eduardo Monteiro



3º Lugar: Troféu “ANA TERRA”, entregue pela Coordenadora Municipal de Cultura, Shana Reis e pelo Presidente do Clube Arranca, Rafael Reis-


PROTAGONISTAS / Milonga / Intérprete: Pirisca Greco, Ângelo Franco e


Lincon Ramos


L e M: Carlos Eduardo Nunes


Música Mais Popular: Troféu “O TROPEIRO”, entregue pelo comunicador, Alison Menegassi e pela Coordenadora de Comunicação e Cerimonial da Prefeitura Municipal, Isabele Lopes-


ENTRE O LAGEADO E A CRUZ / Chimarrita / Intérprete: Fabi Lamaison


L: Bárbara Lopes Moraes


M: Fabi Lamaison


Melhor Pesquisa alusiva aos 200 anos de Cruz Alta: Troféu: “COXILHA 200 ANOS”, entregue pela equipe da Coordenadoria de Cultura; Rossano Cavalari, Historiador; Produtor Cultural, Cléber Lorenzoni e pelo Coordenador da 41ª Coxilha Nativista, Vladimir Colombeli-


DE COMITIVAS E TROPAS / Milonga / Intérprete: André Teixeira


L: Osmar Proença


M: Igor Silveira e Marcelinho Carvalho


 


Melhor Intérprete: Troféu "JORGE FREITAS", entregue por Vitória, Vítor e Vanessa Oliveira de Freitas-


Lu Schiavo


 


Melhor Instrumentista: Troféu "ARTHUR BONILLA", entregue por João Bosco Ayalla e Renato Moraes-


 Marcelinho Carvalho


 


Melhor Letra: Troféu "TELMO DE LIMA FREITAS", entregue por Rosimari Palhano e Fernando Daniel Schneider-


O QUE ME TIRA DE CASA / Milonga / Intérprete: Marcelo Oliveira


L: Eduardo Muñoz e Fábio Maciel


M: Ricardo Rosa


Melhor Arranjo: Troféu "RAFAEL TELOEKEN", entregue por José Carlos Teloeken-


PEÃO MENSUAL POR OFÍCIO / Milongueado / Intérprete: Cristiano Fantinel


L e M: Jari Terres


 


Melhor Melodia: Troféu "RUBENS ALONSO", entregue por Volnei Alonso-


MILONGA DE BIBIANA / Milonga / Intérprete: Lu Schiavo


L: Marcelo Dávila e Telmo Vasconcelos


M: Eduardo Monteiro


 


Melhor Conjunto Vocal: Troféu "OS IRMÃOS MACHADINHO", entregue pelo casal de patrões do CTG Rodeio da Saudade, Rose e Luís Carlos Schimidt- MILONGA DE BIBIANA / Milonga / Intérprete: Lu Schiavo


L: Marcelo Dávila e Telmo Vasconcelos


M: Eduardo Monteiro


 


Melhor Indumentária:Troféu "RENY FUNCK", entregue por Dary Funck-


DE COMITIVAS E TROPAS / Milonga / Intérprete: André Teixeira


L: Osmar Proença


M: Igor Silveira e Marcelinho Carvalho


Conforme o regulamento, aos vencedores dos 1º, 2º e 3º lugares, e Música Mais Popular, foram entregues dois troféus, um para o autor da letra e outro, para o autor da melodia.


As dez classificadas que disputaram a final, estarão no DVD da 41ª Coxilha Nativista.


Idealizado pelo saudoso “Baianinho”, sobre o festival, a Prefeita Municipal, Paula Rubin Facco Librelotto, salientou que este é o evento mais importante de Cruz Alta que, há 41 anos sem interrupções, leva a música nativista para todo o Rio Grande. “Ficamos muito felizes de estar neste momento, com tantas dificuldades e saber que toda a nossa equipe de coordenação, parceiros e voluntários esforçaram-se tanto para que este evento desse certo, com a população aplaudindo e cantando os 200 anos de Cruz Alta”.


Rádio Cruz Alta - Aplicativo
UNINTER

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface