Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Troféus da Coxilha prestam homenagem a nomes importantes de Cruz Alta

Publicada em 25/07/2021

  • Troféus da Coxilha prestam homenagem a nomes importantes de Cruz Alta

Nesta edição da Coxilha Nativista que, acontece de 28 a 31 de julho, no Clube Arranca, de forma virtual, foram definidos pela Coordenação do Festival novos nomes dos troféus que serão entregues aos vencedores. A Coordenadora de Cultura e Turismo, Shana Reis, destaca a importância destas pessoas para o meio cultural de nossa terra e para o estado do RS ao longo de vários anos, justificando, assim, a relevância destas personalidades que, atuaram de forma significativa na construção musical e histórica da Coxilha Nativista. O festival, faz uma homenagem aos 200 anos de Cruz Alta, e das vinte músicas classificadas, pelo menos dez serão de artistas cruzaltenses.

“Este é um espaço muito importante para novas pessoas, dando visibilidade a elas e deixando-as na memória da Coxilha”.

Desta forma, aos vencedores serão entregues os seguintes troféus:

1º Lugar: Troféu “ÉRICO VERÍSSIMO”

2º Lugar: Troféu “CAPITÃO RODRIGO”

3º Lugar: Troféu “ANA TERRA”

Música Mais Popular: Troféu “O TROPEIRO”

Melhor Pesquisa alusiva aos 200 anos de Cruz Alta: Troféu: “COXILHA 200 ANOS”

Melhor Intérprete: Troféu "JORGE FREITAS"

Melhor Instrumentista: Troféu "ARTHUR BONILLA"

Melhor Letra: Troféu "TELMO DE LIMA FREITAS"

Melhor Arranjo: Troféu "RAFAEL TELOEKEN"

Melhor Melodia: Troféu "RUBENS ALONSO"

Melhor Conjunto Vocal: Troféu "OS IRMÃOS MACHADINHO"

Melhor Indumentária: Troféu "RENY FUNCK"

Vladimir Colombelli, da Coordenação Geral do Festival, salienta que, os três primeiros nomes que se referem ao escritor Erico Verissimo e alguns personagens das obras de seus livros irão permanecer, pois é de conhecimento de todos que o escritor é um celeiro e que suas obras servem como fonte de inspiração para inúmeros artistas que, produzem e criam suas letras e poemas, musicadas com muita peculiaridade, sendo sucesso no meio musical nativista do Rio Grande do Sul. “Assim, nada mais justo mantermos o nome do escritor juntamente com alguns de seus eloquentes personagens”.

Ele lembra que, conforme o regulamento, aos vencedores dos 1º, 2º e 3º lugares, e Música Mais Popular, serão entregues dois troféus, um para o autor da letra e outro, para o autor da melodia.  

Pedro Nascimento é quem confecciona os troféus para o festival há vinte e dois anos, com a matriz em argila. Ele conta que a partir de estudos, fotos, e ilustrações, as peças artísticas únicas são esculpidas a mão. “Percebo que o festival, a cada nova edição, recebe algo a mais, seja pelo entusiasmo e dedicação dos profissionais, quanto toques de modernização e carinho”.

APRESENTAÇÕES

Nesta edição, as apresentações, ficarão assim distribuídas:

28/07 (quarta-feira) – Coxilha Nativista Instrumental, com shows de João Vicente; Matheus Alves e Guilherme Goulart;

29/07 (quinta-feira) – 1ª Eliminatória da 41ª Coxilha Nativista, abertura com o projeto Coxilha Instrumental com shows de Lúcio Yanel e Marcello Caminha e Leonel Gomez, com posterior participação de músicos, instrumentistas e intérpretes de Cruz Alta e do Estado do RS;

30/07 (sexta-feira) – 2ª Eliminatória da 41ª Coxilha Nativista, abertura com o projeto Coxilha Instrumental, com shows de João Paulo Deckert e Renato Borghetti, com posterior participação de músicos, instrumentistas e intérpretes de Cruz Alta e do Estado do RS;

31/07 (sábado) – abertura com o projeto Coxilha Instrumental, com shows de Léo Soares e Joca Martins e Grande Finalíssima da 41ª Coxilha Nativista.


UNINTER
Rádio Cruz Alta - Aplicativo

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface