Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Coleta Seletiva retira mais de 35 mil kg mensais de materiais do meio ambiente

Publicada em 20/07/2021

  • Coleta Seletiva retira mais de 35 mil kg mensais de materiais do meio ambiente

Abrangendo quarenta e quatro bairros da cidade, por meio de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e Universidade de Cruz Alta, a Coleta Seletiva Solidária, é um projeto social que oportuniza a 70% da população fazer a separação de materiais como garrafas pet, caixinhas de leite, latinhas, panelas, embalagens de alimentos e produtos de limpeza, papel, jornais, etc. O cronograma semanal é feito por três caminhões que prestam serviços através do termo de fomento pactuado, sendo que dois deles efetuam a coleta nos bairros, e outro faz o recolhimento junto às empresas parceiras. Além disso, um caminhão da empresa Ansus, é responsável por fazer a coleta apenas na área central da cidade. Conforme o Coordenador de Meio Ambiente, Carlos Gutierrez, a coleta seletiva é o primeiro e o mais importante passo para fazer com que vários tipos de resíduos sigam seu caminho para reciclagem ou destinação final ambientalmente correta, uma vez que o resíduo separado corretamente deixa de ser lixo.

Além de evitar a disseminação de doenças e preservar a natureza, a prática é o primeiro e mais importante passo para fazer com que todos os tipos de resíduos se encaminhem para os seus devidos lugares. Quando separadas corretamente, estas sobras podem ser recicladas, transformando-se em novos produtos e ajudando a mover a economia de forma sustentável. “A coleta seletiva é uma das principais ações que vem colaborando para reverter esses danos. Em média, mais de 35 mil quilos são retirados do meio ambiente no município”.

Muito se fala sobre os cuidados que devemos ter com o meio ambiente, como diminuir nossas ações prejudiciais e como tentar recuperá-lo. Um dos pilares para o sucesso na recuperação do nosso meio ambiente é justamente a coleta seletiva que evita a poluição do solo e lençóis freáticos, das ruas e esgotos que podem causar enchentes e, consequentemente, grandes prejuízos aos cofres públicos e aos moradores das cidades.

O projeto, atualmente, atende aproximadamente 36.864 habitantes, representando cerca de 65% da população do município. Um cronograma informa a população sobre as datas em que o grupo passará em cada bairro, sendo assim definido:

Segunda-Feira:

Manhã- Independência e Jardim Petrópolis;

Tarde- Brum 1 e 2, Petrópolis, Conceição e Bonini 1;

Terça-feira:

Manhã- Garibaldi, Brenner, Jung, Bonini 2, e Jardim América;

Tarde- Santo Antônio, Santa Rita, Alvorada, Perpétuo Socorro, Dirceu, e Braz Caino;

Quarta-feira:

Manhã- Toríbio I e II, Santo Antão, Azambuja, e Boa Parada;

Tarde- São José, Rancho I, Amizade e Malheiros;

Quinta-feira:

Manhã- Santa Terezinha I, Melvin Jones, Aliança, Prefeito Vila Nova, Hilda,

São Francisco, Marcelo e Gobbo;

Tarde- Militar, São João, Penha, Shettert, Malheiros, São José e Centro;

Sexta-feira: Rocha, Emílio Droppa, Ludke, São Genaro e São Miguel.

RECOLHIMENTO DE VIDROS

Nos bairros, de acordo com Carlos, a população pode entregar vidros aos coletores. O recebimento também é sendo feito pela Associação da Acelino Flores, onde a comunidade pode fazer a entrega diretamente, se assim preferir.


Fonte: Prefeitura Municipal de Cruz Alta

Rádio Cruz Alta - Aplicativo
UNINTER

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface