Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Cruz Alta fica em estado de alerta no novo sistema 3As

Publicada em 18/05/2021

  • Cruz Alta fica estado de alerta no novo sistema devido ao alto risco da Covid

Na primeira rodada de divulgação do estágio da pandemia no Rio Grande do Sul sobre o sistema 3As, o governo gaúcho emitiu alertas a cinco regiões no começo da tarde desta terça-feira (18) em razão do maior nível de risco diante da covid-19. Segundo o Piratini, a sinalização representa "uma tendência grave em relação à propagação do coronavírus e pressão no sistema hospitalar tanto em leitos clínicos como de UTI". 

Foram incluídos nessa categoria os municípios das regiões de Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Ijuí, Passo Fundo e Santo Ângelo. Segundo o Piratini, o comunicado formal a todos as prefeituras com as explicações de cada decisão, para "tornar transparente o processo", seria concluído entre o fim da manhã e o começo da tarde. 

Além dos cinco alertas, outras sete regiões receberam avisos — categoria menos grave de notificação que ocorre quando o governo estadual observa alguma tendência de piora e comunica a equipe técnica regional: as de Santa Maria, Uruguaiana, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Pelotas, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul.

A partir da comunicação pelo Estado, cada uma deverá dar mais atenção aos indicadores da pandemia. Os avisos não vêm acompanhados de um parecer, como os alertas, porque são apenas um comunicado sobre o agravamento do quadro epidemiológico 

Já as prefeituras das áreas colocadas em alerta terão 48 horas para responder ao Estado sobre o quadro da pandemia em cada local e apresentar um plano com medidas de restrição e fiscalização a ser colocado em prática para conter as contaminações. Essa etapa, de ação, forma o terceiro "A" do sistema 3 As (atenção, alerta, ação).

Se o gabinete de crise do governo considerar adequada a resposta, a proposta deverá ser imediatamente aplicada e divulgada no site de cada município. Se as medidas forem consideradas insuficientes, o Estado poderá impor ações adicionais a serem seguidas na região.

Já as cidades classificadas na faixa de atenção não estão obrigadas a adotar novas estratégias de enfrentamento à pandemia. A mudança de rumos, nesse caso, é opcional. Mas as prefeituras são orientadas a monitorarem com mais cuidado fatores como aumento de casos ou maior necessidade de hospitalização.


Fonte: Gaúcha ZH

UNINTER
Rádio Cruz Alta - Aplicativo

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface