Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

“Problema número um”, diz secretária da Saúde sobre falta de sedativos em hosp

Publicada em 03/07/2020

  • “Problema número um”, diz secretária da Saúde sobre falta de sedativos em hosp

A falta de medicamentos anestésicos, que tem levado hospitais a suspenderem cirurgias eletivas, está no topo da lista de problemas no Rio Grande do Sul. Os medicamentos sedativos e anestésicos são usados em procedimentos com anestesia e em pacientes entubados. Como pessoas infectadas por coronavírus podem passar muitos dias na UTI, o consumo é acelerado — um estudo da Anvisa identificou que o gasto durante a pandemia é semelhante ao utilizado durante todo o ano de 2019.
Apesar de a compra dos insumos ser responsabilidade dos hospitais, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) está preocupada com o assunto. Segundo a secretária Arita Bergmann, apesar de o RS ter preparado a rede de saúde, a dificuldade envolvendo medicamentos apareceu inesperadamente.
— O problema número um do Rio Grande do Sul hoje, como do resto do país, é a questão do kit entubação e dos anestésicos. (...) Porque o Estado preparou a rede, está fazendo todo o trabalho de orientação, tentando diminuir a velocidade do vírus, e aí aparece esse novo problema ( em entrevista ao Gaúcha Atualidade).
 A SES está fazendo um levantamento para verificar se as distribuidoras dispõem destes insumos no Rio Grande do Sul — alguns hospitais alegam que não conseguem comprar e que as empresas não garantem prazos de entrega, e outros alertam para a falta dos medicamentos no mercado interno.

Fonte: Gauchazh

UNINTER
ROSMER PALACE HOTEL
Auto Demolidora Condor - Ferro Velho

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface