Estamos Ao Vivo
Estamos Ao Vivo
Grupo Pilau

Sobrevivente do Holocausto, Hertha Spier morre aos 101 anos em Porto Alegre.

Publicada em 10/02/2020

  • Sobrevivente do Holocausto, Hertha Spier morre aos 101 anos em Porto Alegre.

A polonesa Hertha Spier, uma das sobreviventes do Holocausto, morreu aos 101 anos em Porto Alegre na madrugada de domingo (9). Segundo o Hospital Moinhos de Vento, a morte foi em decorrência de disfunção múltipla de órgãos.

Hertha estava internada desde a última quinta-feira (6) com um quadro de pneumonia agravada por insuficiência renal crônica agudizada. Ela nasceu em 15 de julho de 1918. Judia, vivia com os pais e quatro irmãos perto da fronteira com a Alemanha. Depois da invasão do exército nazista, foi confinada no gueto. Foram três campos de concentração. Em Auschwitz, na Polônia, recebeu o número tatuado no braço: A21646.

Os irmãos de Hertha morreram. Quando a guerra terminou, ela era prisioneira no campo de Bergen-Belsen, na Alemanha, em 1945.

"Ela pesava 28 kg quando saiu do campo de concentração. O peso de uma criança, com 27 anos", contou o  filho de Herta, Mário Spier.

Hertha foi socorrida pela Cruz Vermelha e passou um ano em um hospital de acolhimento das vítimas do Holocausto, na Suécia. Lá conheceu Kaisa Persson, uma jovem voluntária. Era ela quem alimentava a sobrevivente. As duas se reencontraram em 2003, e mantinham contato.

"Ela foi muito corajosa, se recuperou muito bem atá conseguir dançar novamente", lembra Kaisa. O sonho de Hertha era ser bailarina.

Hertha deixa os dois filhos, Mário e Lúcio, ambos médicos, que acompanharam a mãe até seus últimos momentos, as noras Sheila e Nara, três netos, Lúcia, Rafael e Mário e um bisneto, Otto.

A polonesa será velada a partir das 11h desta segunda no Cemitério Centro Israelita, em Porto Alegre e o sepultamento será às 16h.


Fonte: G1

Anuncie conosco


(55) 3322-7222

© 2019 Grupo Pilau. Todos os direitos reservados.
Portal produzido pela Netface